Por concursos Cosplays mais transparentes e justos!

Não sabe o que é Cosplay? clique aqui neste link.


Por: Antonio "Lione" Miranda e Angélica E. Hasimoto

Os Cosplayers brasileiros estão cada vez mais melhorando e aperfeiçoando suas técnicas para criar seus Cosplays e fazendo bonito lá fora (vide o atual campeão mundial que é brasileiro).Tendo isso como base, vemos que muitos festivais com temática oriental ou Geek tendo espaço para a "tribo" Cosplay.

O que poucos Cosplayers se importam é com quem avalia e a forma como isso é feito, muitas vezes o Cosplayer não leva tão a sério, pensando mais na diversão, e isso não está errado, mas para aqueles que investem (e muito) na manufatura, chegar na hora do evento e ver certo descaso dos organizadores chega a enojar.

Os organizadores simplesmente montam um palco, coloca alguém para apresentar e para avaliar mas não se preocupam com se desses apresentadores e jurados realmente entendem do assunto.
Vamos a exemplos presenciados por mim em alguns eventos:
Apresentadores que não sabem ser imparciais durante a chamada do Cosplayer ao palco, sendo mais enfático para uns e menos para outros, acaba influenciando na nota do jurado para determinado Cosplayer, não estou dizendo que o mesmo não mereça tanta empolgação, mas este deve ser imparcial na hora da apresentação.

Certo evento em SP, havia um casal de apresentadores, evento esse que era gratuito, haviam muitos pais com seus filhos crianças, e o apresentador (homem) numa tentativa de entreter o público chegou a soltar palavras de baixo calão como se aquilo fosse algo completamente "normal", detalhe que nesse mesmo evento teve problemas com nota para um Cosplayer onde o jurado deu 0 (ZERO) para um Cosplay de Death Note, não foi equívoco, ela realmente deu essa nota.

Jurados que também não são do "meio" ou só conhecem o básico do básico. Um belo exemplo é o desfile que minha esposa e eu participamos anos passado onde os três primeiros colocados eram de filmes recentes, depois fiquei sabendo pelo apresentador que havia jurado que era "representante" do local onde o evento havia ocorrido, um meio de "puxar saco" pelo evento ter sido ali.

Os eventos com desfile também deveriam pedir (mas não obrigar) ao Cosplayer levar uma referência para que os jurados possam avaliar o Cosplay caso não conheça, pois logicamente, ninguém é obrigado a conhecer todos os inúmeros personagens para Cosplay, e obviamente vai inibir aquelas pessoas que inventam uma fantasia e se auto denominam Cosplay (de personagem que nem se quer existe).

Para que haja uma melhor avaliação dos Cosplayers/Cosplay, acredito que os jurados possam ser Cosplayers com certo tempo de "atividade" para avaliar num modo geral, Cosmakers para avaliar o Cosplay em si e fotógrafos para poder avaliar a apresentação, este último somente se houver avaliação desse quesito.

Teve um outro ocorrido onde era apenas para Cosplayers mulheres, e a votação seria por Instagram, uma das "competidoras" tinha menos de um ano de idade e estava vestida de Princesa Leia, adivinha quem ganhou o prêmio? Exato, mas vamos aos fatos, a menininha ganhou pela fantasia ou pela fofura? A premiação era um kit de maquiagem da franquia Star Wars, fiquei me perguntando, será que a mãe vai guardar o kit até ela ficar mais velha e poder usar ou a própria mãe vai usufruir do prêmio?