O Batman Carioca


Por Lincoln Nery

O Rio de Janeiro já foi palco de grandes eventos culturais, dentre os quais, devemos destacar os eventos de quadrinhos, que ajudaram a abrilhantar ainda mais a cidade maravilhosa.

Porém nos últimos anos, os antigos eventos Nerds (como é chamado essa cultura que une histórias de fantasia) desapareceram. Mesmo com pouco ou nenhum apoio, alguns bravos e destemidos tem conseguido realizar pequenos eventos de tempos em tempos, entre estes, tem se destacado o grupo Batmania Rio (que já carrega a cidade no nome), e vamos conhecer o seu membro mais jovem:

Pedro Henrique é reconhecido pelos demais membros com seu grande conhecimento em artes plásticas (cuidando da cenografia dos ambientes) e por ser o cosplayer da equipe (que consiste em disfarçar-se de algum personagem acompanhado da tentativa de interpretá-lo na medida do possível).


1 - Você só faz cosplay do Batman, por que dessa predileção pelo Cavaleiro das Trevas? E se você fosse fazer outro personagem qual seria (de preferência fora da linha “Batman”)?

 Sou aficionado pelo Batman desde os 3 anos de idade,foi quando meus pais me levaram ao cinema pela primeira vez e o filme escolhido foi Batman e Robin,desde então minha paixão pelo universo do personagem cresceu cada vez mais. Sempre adorei me fantasiar de Batman, tive incontáveis fantasias do personagem,até que quando mais velho ao me aprofundar mais na cultura do mundo Nerd conheci o movimento dos cosplayers,aí não teve jeito,afinal de contas as fantasias cresceram junto comigo (Risos).


 A ideia nasceu de outro projeto,desde pequeno sonho em fazer um filme do Batman, com a onda dos fan films o sonho começou a tomar melhor forma,mas nada disso seria possível sem uma fantasia descente do personagem,na verdade uma variedade de fantasias,meu atual cosplay será uma das usadas em meus futuros projetos.


Faço cosplay somente deste personagem apenas por hora, tenho vários outros projetos em andamento, entre os principais estão; Homem-Aranha, Flash e Lanterna Verde, mas sem nunca deixar de dar prioridade ao Cavaleiro das Trevas.


2 - Você faz parte do grupo Batmania Rio, que tem se destacado pela organização de eventos de cultura Nerd na cidade, como você vê a interação dos cariocas em geral? Eles se interessam pelo assunto?

 O público Nerd sempre fica feliz em embarcar conosco em nossos projetos, pois gostamos de inovar em relação ao que já foi feito sobre o Cruzado de Capa no Brasil, mas o que sempre nos surpreende mais e de forma muito positiva é a receptividade do público leigo ao ver algo tão diferente quanto nossos projetos sobre algo tão pouco explorado no Brasil, temos orgulho de dizer que iniciamos alguns novos fãs na cultura do Homem Morcego (Risos).

3 - Como sendo o único da equipe que faz cosplay, você tem algum papel especial na montagem de atividades dos eventos? Por exemplo, crar algo especifico como um desfile de cosplays? Ou a participação dos mesmos ocorre livre?

 Como o grupo teve poucos eventos de autoria própria (participamos de diversos eventos de terceiros) e meu ingresso no mesmo foi após seu mais recente evento próprio ainda não tive a oportunidade de organizar algo do tipo, minhas participações como cosplayer até agora foram em nossas recentes exposições,onde não houve concursos desse estilo, eu era mais um tipo de guia/monitor/animador (Risos),mas estou planejando algo do tipo para nossos futuros trabalhos,e além de cosplayer sou também um dos responsáveis pela cenografia de nossos projetos.


4 - Você mesmo produz as peças de suas roupas, ou já as compra prontas?

 Os dois casos, eu mesmo fiz praticamente todo meu cosplay original com exceção da mascara, que foi um presente de meus pais depois do lançamento do ultimo filme da franquia Nolan (Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge). A fantasia original foi um grande improviso, era para ser apenas uma brincadeira para um evento que aconteceria no fim da semana em que ganhei a máscara, fiz todo o cosplay à mão em apenas três dias, somente na parte da madrugada de cada dia, pois era o único horário livre que tinha entre estudos e trabalho, o colete foi feito por mim costurado a mão, a capa tive ajuda de meu pai para fazer a bainha, as luvas originais eram luvas de trabalho pretas (de lã) com aderência de borracha na palma, os braceletes e botas falsas feitas em material q sobrou do estofamento em preto de uma poltrona, o cinto era apenas desenhado e recortado em lona plástica amarela com alguns relevos em borracha e contorno em preto, tudo puro improviso (Risos),mas o resultado final ficou visualmente bom.

Como fiz algum sucesso, posteriormente com tempo sobrando pude fazer ajustes e investir mais no cosplay, a evolução é gritante, botas e luvas de MotoCross que modifiquei, braceletes novos e de melhor qualidade, ajustes na capa, cinto de utilidades moldado e apropriadamente pintado por mim, agora sim um cosplay digno de algum respeito e não a “gambiarra” feita antes por diversão (Risos). No futuro planejo eu mesmo moldar minha própria mascara do Morcegão, mas por enquanto o projeto ainda é apenas um protótipo.


5 - Pelo foco do grupo ser o universo do Batman, fãs de outras séries Nerds como Star Wars, Marvel, etc. são bem-vindos ou ficam deslocados nos seus eventos?


Deslocados? De modo algum, mesmo que nossos trabalhos foquem mais no universo do Batman, todos no grupo são Nerds como quaisquer outros fãs (Risos), todos adoramos sci-fi,temos no grupo fãs assumidos de Doctor Who, Senhor dos anéis, Animes em geral, e até mesmo Heróis da Marvel, apesar de todas as brincadeiras, rixas e deboches, temos o bom senso de saber que é possível gostar da DC e da Marvel sem o universo implodir...Mas o Batman ainda é melhor que o Aranha! (Risos).


6 - O Batmania Rio já tem algum evento ou participação planejada para o futuro? Se tiver, o que podemos esperar?

 Temos participação programada como expositores no Anime Family desse ano, e já temos diversos projetos em andamento para os próximos dois anos, os quais não posso comentar muito aqui, só posso dizer que podem esperar algo relacionado a cinema para o ano que vem, já para 2016, se preparem, pois teremos grandes acontecimentos  vindo por aí,poderia até dizer que o Cavaleiro das Trevas terá o melhor encontro do mundo...(Risos).


Quem quiser conhecer o grupo é só acessar: http://www.batmaniario.com