Ads (728x90)


Cosplay, o início de um Hobby

Conheça o universo Cosplay de Portugal com nossa colunista Fubuki


Como deve ser do vosso conhecimento, a palavra “Cosplay” é a junção de dois termos (costume+play). No entanto, quando éramos pequenos, não fazíamos a mais pálida das ideias do que isso, nem que os desenhos animados que nós víamos eram animes, muito menos que era possível vestirmo-nos como as nossas personagens preferidas. Acreditem, se muitos de nós tivessem esse tipo de conhecimento naquela época, já faríamos Cosplay há uns bons anos.

Sinceramente, o meu “reencontro” com os animes foi um tanto quanto caricato. Lembro-me que estava no meu oitavo e, como já é habitual, doente. Então, como não podia ir para a escola e dormir era bastante difícil, ficava acordada até tarde. Consequentemente, comecei a ver o Canal Panda, que é um canal de desenhos animados português, e num certo horário eles transmitiam Mermaid Melody. E começou por aí. Comecei a pesquisar e deparei-me com animes, que eu nem sabia que o eram, que não via há anos. Porém, eu não tinha ninguém com quem partilhar o meu gosto. Hoje em dia, tenho a melhor companhia que qualquer otaku quer ter para assistir os seus animes: a minha mãe.

Já no final do meu 9º ano, fiquei a saber que uma rapariga da minha turma também gostava de animes, mas sendo o final do ano, foi impossível manter contacto. Mas, o 10º ano chegou e fui capaz de ter duas companheiras para esta minha vida. As duas começaram a fazer cosplay antes de mim e eu fiquei somente na vontade de fazer. No entanto, no ano passado, finalmente decidi que deveria deixar de estar a olhar para os outros e não fazer nada.

Assim, no verão do ano que passou, fiz cosplay de Ren Kougyoku, de Magi – The Labyrinth of Magic. Tenho que ser sincera, apesar de o fato e a peruca me terem sido oferecidos, eu não escolheria a Kougyoku como primeiro cosplay para ninguém! Como o fato não estava completo, tive que fazer algumas modificações e mesmo assim, ainda não está a meu gosto. Para além disso, a personagem tem o que nós chamamos de cabelo anti gravidade. Vocês não queiram saber o que aquela peruca tem só para conseguir “ficar de pé”. E se não fosse o meu gosto pelas artes plásticas, eu não tinha conseguido finalizar a peruca e o adereço do cabelo. 

No entanto, apesar de o fato estar minimamente completo, eu demorei duas semanas a completá-lo um pouco mais e com muita ajuda da minha mãe, que é quem mais me apoia neste meu hobby. Mais tarde, fiz uma versão feminina de Suoh Mikoto de Project K, Alluka Zoldyck de HunterxHunter e Shirakiin Ririchiyo de InuxBoku SS. Devo confessar-vos que os Cosplays dos quais eu mais me orgulho até agora são os de Kougyoku e os de Alluka. Não me perguntem o porquê, talvez pelo amor às personagens. Mas, ainda tenho que lapidar as minhas habilidades e procurarei fazê-los ao longo do tempo.

Desde então, só parei a minha atividade na primavera deste ano, devido a “amizades” que voaram. Por isso, não sei quando voltarei a fazer Cosplay, mas continuo a fazer algo que gosto: maquilhagem. Comecei um canal no YouTube recentemente, onde posso partilhar os meus makeup tutorials para personagens de anime/games/mangás e a minha experiência com o acne e a rosácea.
Para quem não me conhece, eu sou a Fubuki, apesar de que o meu nome é Teresa, e podem encontrar-me pelo Facebook como Fubuki Cosplay e em outras redes sociais, se quiserem acompanhar o meu trabalho. Sendo eu de Portugal, prometo trazer-vos novidades e curiosidades sobre o Cosplay aqui por estas terras distantes!

By Fubuki