7 provas que 2015 foi o ano do inferno astral Cosplayer



Por Alex Shinobi


Esse foi um ano e tanto, crise politica, financeira e hídrica e tudo quanto é crise que vocês possam imaginar mundo afora, nunca tinha visto um ano tão deprê como esse, realmente, foi um ano muito ruim parece que tudo que não aconteceu de ruim nos últimos 10 anos foi escalado para acontecer esse ano e no universo Cosplay não foi diferente pois nunca vimos tanta porcaria junta em um ano só, esse ano bateu o recorde de problemas relacionados ao trato com o Cosplayer no Brasil, desde o tempo que estou nesse meio nunca tínha visto tanta coisa para um ano só e ai vão elas:


Começamos o ano falando de assédio a cosplayers via Facebook, a Clara Mascote sofreu esse tipo de problema, foi um assunto bem sério e achamos que não aconteceria mais nada depois daquilo mas parece que o foi a primeira pedra de uma grande avalanche de casos 


Logo após aquele caso tivemos aquele grande problema no Animefriends onde um "ser" que talvez nunca tenha ido à um evento de cultura pop, fotografava as bundas das meninas no evento, até que alguém o viu e fotografou a brincadeira sem graça do cara, foi um dos casos de maior repercussão no meio Cosplayer e culminou na campanha "Não seja esse cara" cuja a foto acima foi usada como referência para esse caso no lugar da foto do individuo.


Logo depois disso, aliás na mesma semana, a globo fez uma matéria falando do assunto, a mesma foi publicada no site deles e gerou outra polêmica que foram diversos internautas xingando os Cosplayers por puro preconceito pois não havia sentido algum as críticas que foram publicadas nesses comentários do vídeo, o que aconteceu foi tentar falar de um assunto especifico e complexo sem dar uma introdução do assunto para as pessoas que assistiram o vídeo pois 99% de quem acessa esse portal mal sabe o que é Cosplay, outra falha do portal Globo. 

Logo depois disso tivemos aquela matéria bizarra do UOL onde se fazia o questionamento se quem se veste de Cosplay tem problema de identidade onde foram entrevistados diversos "especialistas" na área que pouco sabem ou as vezes nem conhecem o meio para estar falando as coisas que falaram no vídeo e para piorar a situação os Cosplayers entrevistados nem sabiam do que se tratava a entrevista, realmente foi uma "bola fora" do repórter que fez essa matéria, na ocasião eu fiz um abaixo assinado e consegui aproximadamente 6.000 assinaturas (eba!!!) e o mesmo foi entregue ao UOL e estes removeram o vídeo.



Logo após esse acontecimento criei a campanha: "Cosplayer também é gente"  A ideia dessa campanha é mostrar os dois lados da pessoa que faz Cosplay, ou seja Mostrar seu Cosplay e o que essa pessoa faz no dia a dia seja ela estudante, mãe ou exercendo sua profissão, a ideia de criar essa campanha é anterior ao problema ocorrido com o portal UOL, mas esse acontecimento ajudou a alavancar a campanha que já recebeu mais de 1.000 imagens na minha página do Facebook e me fez passar muitas noites em claro editando fotos para colocar o banner da campanha, mas todo esforço valeu a pena, pois deu para sentir a força que o movimento Cosplay tem no Brasil.

Cosplayer é uma pessoa igual a você que estuda, trabalha, namora, tem filhos etc, tem gente que acha que a vida do Cosplayer se resume a fazer Cosplay, mas não é apenas isso somos pessoas iguais a vocês, Cosplayar (como muitos dizem) é nosso Hobby e amamos esse trabalho e merecemos respeito com isso, queremos que as mídias e portais de comunicação mostrem o que é realmente o Cosplay e não uma visão distorcida do que é fazer Cosplay.


E para fechar o ano com "chave de ouro" o pessoal do Pânico (aquele programa idiota de TV) foi ao evento Comic Con com suas babaquices de sempre e brincadeiras sem graça e assediaram diversas Cosplayers no evento, chegando ao cumulo de literalmente lamber uma Cosplayer no evento, uma tremenda falta de ética e educação, essa matéria teve total repudio de todos, inclusive do próprio evento que baniu a equipe e todo e qualquer acontecimento organizado por eles. 


Quando se imaginou que nada pior que isso poderia acontecer, eis que esse mesmo grupo de "humoristas" de piadas e gostos duvidosos ainda satirizaram a situação no programa de TV como se fosse a coisa mais normal do mundo e querendo sair por "cima" com essa situação, realmente uma grandíssima falta de respeito com todos os Cosplayers  e fãs dessa arte no Brasil. 

Ah como se isso fosse tudo, Jessica Nigri foi hostilizada no Chile também esse ano, uma tremenda falta de respeito como ela, clique na foto abaixo e leia a matéria completa:


E é claro que não podemos esquecer da alta do Dollar que fez um grande estrago dentro do nosso movimento pois muita gente trabalhava importando materiais para vender e outros compravam seus Cosplays no exterior, então muita gente parou de trabalhar com Cosplay esse ano por causa da alta da moeda, sinceramente foi um ano difícil para todos nós. 

Que 2016 seja um ano melhor para todos nós e que os Cosplayers sejam mais respeitados no Brasil e no mundo e que esses tipos de situação parem de ocorrer pois isso nos prejudica e muito, nunca vi cosplayer tentando prejudicar ninguém e por que esses caras tentam desmoralizar nosso hobby? não faz sentido isso pessoal, parem com essas babaquices e se querem falar de Cosplay perguntem a quem conhecem sobre o movimento, tenham todo um feliz ano novo de paz, amor e Cosplays novos e por favor mídia brasileira sem mais confusões!